Brasil VS. País de Gales

O Profeta Diário

Esportes – 04 de Junho de 2014

BRASIL VERSUS PAÍS DE GALES

Da correspondente de Quadribol do Profeta Diário no deserto patagônico, Gina Potter.

Brasil 460 – País de Gales 300

A primeira quarta de final do torneio provou ser o jogo mais controverso até agora, um que começou com animosidade e terminou numa briga que fez a técnica do País de Gales, Guga Jones, ser retirada do campo por seus próprios batedores.

A rixa Brasil-País de Gales começou no início da competição, quando o treinador brasileiro José Barboza alegadamente chamou os artilheiros do País de Gales de ‘bruxos sem talento’ após alguns drinks com a veterana jornalista sem papas na língua, Rita Skeeter. Apesar de ter insistido que foi apenas uma brincadeira, isso não fez nada para diminuir a ira da treinadora galesa Guga Jones, que ameaçou azarar “sua cara fora”. A despeito da proibição da CICQB de ‘conversa fiada de treinadores’ – que muitos acreditam que tenha sido criada com Guga em mente – Jones não desperdiçou oportunidades de desmerecer e insultar os brasileiros desde que descobriu que sua equipe os enfrentaria nas quartas de final. Ela foi até impedida de entrar no estádio usando uma camiseta onde se lia ‘DEVERIA TER SIDO O HAITI’ (Brasil passou para as quartas de final quando o oponente Haiti foi desclassificado), portanto perdeu os primeiros dez minutos da partida, que foram notáveis pela ferocidade das jogadas e por três faltas brutais.

Os artilheiros brasileiros Diaz, Alonso e Flores tiveram um sólido desempenho e deviam ser elogiados por manter a cabeça no lugar enquanto todo mundo estava perdendo a sua – no caso do goleiro Raul Almeida, quase literalmente. A crueldade do balaço jogado em sua direção pelo batedor galês Iefan Rice (a goles estava do outro lado do campo na ocasião) garantiu um pênalti ao Brasil e indiscutivelmente deveria ter resultado na expulsão de Rice.
Todavia, o País de Gales não estava limitado à faltas. Poucos discordarão que a artilheira galesa Jackie Jernigan marcou um dos gols mais belos da competição de uma distância de quase 46 metros, enquanto é estimado que o batedor Darren Floyd impediu sozinho ao menos 170 pontos do Brasil.

As chances do País de Gales foram finalmente destruídas por uma deslumbrante captura de pomo do apanhador brasileiro Tony Silva, que realizou um mergulho espetacular no 131º minuto da partida para garantir a vitória por deixa do nariz de seu oponente Eurig Cadwallader.

Guga Jones está sob custódia essa noite por, no meio de um estádio lotado, ter tentado cumprir sua promessa de azarar a cara de Barbosa. Cuidadores reportam que a pele de Barbosa praticamente já cresceu de novo, e ele parece estar em ótimo espírito. Brasil enfrentará nas semifinais o vencedor da partida entre Listenstaine e EUA.

Traduzido por: Marina Anderi em 04/06/2014.
Postado por: Pedro Martins em 06/06/2014.