EUA VS. Listenstaine

O Profeta Diário

Esportes – 08 de Junho de 2014

EUA VS. LISTENSTAINE

Da correspondente de Quadribol do Profeta Diário no deserto patagônico, Gina Potter.

EUA 450 – Listenstaine 290

Se os trouxas não notaram as celebrações ocorrendo atualmente na noite da Patagônia, assumidos que, além de não mágico, eles são tremendamente estúpidos. Os EUA passaram para as semifinais da Copa Mundial de Quadribol e, enquanto escrevo esse texto, oficiais argentinos estão se espalhando entre o acampamento dos torcedores e as acomodações dos jogadores para tentar conter o tipo de jubilação mais normalmente associada com a final.

Os Estados Unidos não são historicamente considerados bons em quadribol, sendo o único país a ter abraçado o (francamente esquisito) jogo de Trancabola. Hoje marca o amadurecimento dos EUA em uma grande potência do esporte mais popular do mundo.

Embora alguns possam sugerir que Listenstaine estava em desvantagem após um jogo épico de três dias contra Chade, a equipe entrou no estádio aparentando estar totalmente recuperada. O início da partida foi rápido e competitivo com posse de goles praticamente igual. O artilheiro estadunidense Quentin Kowalski recebeu elogios de todos os comentaristas por sua imaginação e hábeis rotações, apesar do galã da Listenstaine Otmar Frick (‘O Homem Rude de Ruggell’) ter sido o que mais marcou pontos no jogo: 160.

Grandes aplausos devem ir para o apanhador estadunidense Darius Smackhammer, que garantiu o lugar dos EUA em uma histórica semifinal no 148º minuto. Sua captura de pomo foi um risco que envolveu uma arrancada de quebrar o pescoço entre dois balaços e uma arriscada colisão com o robusto artilheiro da Listenstaine Willi Wenzel para puxar o pomo que estava pairando perto do tornozelo esquerdo de Wenzel.

Faíscas vermelhas, brancas e azuis estão no momento tão grossas no ar que é difícil enxergar e respirar. Um atormentado oficial de alto escalão do CICQB falou rapidamente com o Profeta Diário após a partida: “Se isso é o que eles fazem quando chegam às semifinais, imagina o que vamos enfrentar se passarem para a final. Estou pensando em contratar trasgos como seguranças.”

Traduzido por: Marina Anderi em 10/06/2014.
Postado por: Pedro Martins em 10/06/2014.