Mahoutokoro

[Mah-hoot-o-koh-ro]

Esta antiga escola japonesa tem o menor corpo estudantil das onze grandes escolas de magia e recebe alunos a partir dos sete anos (embora eles não embarquem até os onze). Sendo estudantes diurnos, as crianças bruxas vão e voltam para as suas casas todos os dias nas costas de um rebanho de pétreis gigantes. O ornamentado e requintado palácio de Mahoutokoro é feito de jade de gordura de carneiro e fica no ponto mais alto da “inabitada” (ou pelo menos os trouxas pensam assim) ilha vulcânica de Minami Iwo Jima.

Os alunos são presenteados com vestes encantadas quando chegam, as quais crescem conforme o crescimento dos mesmos e mudam de cor gradualmente conforme o aprendizado dos seus usuários aumenta, começando em um rosa claro e se tornando (caso notas máximas sejam alcançadas em todas as matérias mágicas) douradas. Se as vestes ficarem brancas, isso é um indicativo de que o aluno traiu o código japonês dos bruxos e adotou práticas ilegais (que na Europa chamamos de magia “negra”) ou quebrou o Estatuto do Sigilo Internacional. “Ficar branco” é uma desgraça terrível, resulta na expulsão imediata da escola e um julgamento no Ministério da Magia japonês. A reputação de Mahoutokoro não está apenas no seu impressionante poder acadêmico, mas também na sua excelência com o quadribol, que, reza a lenda, foi introduzido no Japão séculos atrás por um bando de alunos imprudentes de Hogwarts que foram soprados para fora de seu caminho durante uma tentativa de circunavegar o globo terrestre em vassouras totalmente inadequadas. Resgatados por um grupo de funcionários bruxos de Mahoutokoro, que estavam observando os movimentos dos planetas, eles permaneceram como convidados tempo o suficiente para ensinar aos colegas japoneses as regras do jogo, uma atitude que eles viveram para se arrepender. Todos os membros do time de quadribol japonês e do atual vencedor da Liga dos Campeões (o Toyohashi Tengu) atribuem seus poderes ao esgotante treinamento que receberam em Mahoutokoro, onde às vezes praticaram sob um mar turbulento em condições tempestuosas, forçados não apenas a ficar de olho nos balaços, mas também nos aviões da base aérea trouxa da ilha vizinha.

Traduzido por: Morgana dos Santos em 30/01/2016.
Revisado por: Pedro Martins em 30/01/2016.
Postado por: Pedro Martins em 30/01/2016.

Wizarding-School-Map-Mahoutokoro