Professor Dumbledore

Alvo Dumbledore é o diretor da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Ele é um homem de bastante idade, olhos azuis e brilhantes, barba prateada e longa o suficiente para prendê-la em seu cinto. Ele usa óculos de meia-lua e seu longo nariz torto parece ter sido quebrado pelo menos umas duas vezes.

Além do título de diretor de Hogwarts, o professor Dumbledore também possui os títulos de Grande Feiticeiro, Chefe da Suprema Corte dos Bruxos e Chefe Supremo da Confederação Internacional dos Bruxos. Ele também foi agraciado com a Ordem de Merlin, Primeira Classe.

Harry Potter e a Pedra Filosofal

Capítulo 01

Alvo Dumbledore aparece na Rua dos Alfeneiros na noite do desaparecimento de Voldemort. Ele parece bastante diferente da maioria das pessoas que vivem naquele subúrbio pacato, com uma longa veste roxa e uma barba que ele consegue prender em seu cinto.

Dumbledore usa um estanho instrumento para apagar todas as luzes da Rua dos Alfeneiros, e então se senta com Minerva McGonagall, que já estava lá à sua espera. Ele explica os eventos da noite anterior: que Voldemort, após matar os pais de Harry, não obteve sucesso ao tentar matar Harry e então desapareceu. Apesar de ninguém saber como Harry havia sobrevivido, Dumbledore planejou para que o garoto fosse trazido à Rua dos Alfeneiros, para que, então, ele pudesse ser deixado com os Dursleys, seus únicos parentes vivos. Dumbledore acredita que será melhor para Harry crescer no mundo trouxa, onde ele é desconhecido, em vez do mundo bruxo, onde ele já era uma celebridade.

Traduzido por: Érika Zemuner em 10/10/2011.
Revisado por: Camila Guedes em 28/10/2011.
Postado por: Daniel Mählmann em 28/10/2011.

Capítulo 07

O Professor Dumbledore é conhecido fora da escola como um bruxo brilhante e incrivelmente excêntrico. Quando as “poucas palavras” que ele diz no banquete de começo de ano são “Pateta, Chorão, Destabocado, Beliscão” Harry pergunta a Percy se ele não é um pouco louco.

Depois de todos terem comido, Professor Dumbledore dá as considerações iniciais. Ele informa os estudantes que a floresta ao redor da escola é proibida e que o corredor do 3º andar do lado direito é melhor ser evitado por todos aqueles que não desejam ter uma morte extremamente dolorosa.

Traduzido por: Ismael Philip em 20/09/2011.
Revisado por: Gabriel Amaral em 26/09/2011 e Karyna Boano 28/10/2011.
Postado por: Daniel Mählmann em 28/10/2011.

Capítulo 12

Durante as férias de natal, o Professor Dumbledore confronta Harry em relação a suas repetidas visitas ao Espelho de Ojesed; ele explica que o espelho não oferece nem conhecimento nem verdade, mas mostra às pessoas o mais desesperado desejo de seus corações, uma visão conhecida por levar os homens à loucura. O Professor Dumbledore diz a Harry que o espelho será mudado de lugar em breve, e pede para que ele não volte a procurá-lo.

Traduzido por: Gabriel Amaral em 29/10/2011.
Revisado por: Ismael Philip em 29/10/2011.
Postado por: Daniel Mählmann em 29/10/2011.

Capítulo 17

Na noite em que Harry, Rony e Hermione tentam salvar a Pedra Filosofal, o Professor Dumbledore recebe uma coruja urgente que parece ter vindo do Ministério da Magia, e deixa a escola. Ele percebe, quando chega a Londres, que a mensagem era falsa e retorna a Hogwarts, aparecendo na câmara subterrânea em tempo suficiente para salvar Harry.

Depois que Voldemort foge da escola (e deixa o Professor Quirrell morrer), Professor Dumbledore se encontra com Nicolau Flamel, o dono da Pedra Filosofal. Flamel e sua esposa, Perenelle, concordam em destruir a pedra, deixar suas coisas em ordem e morrer. Quando Harry expressa espanto com isso, o professor Dumbledore explica que para uma mente bem estruturada, a morte é apenas a grande aventura seguinte.

Professor Dumbledore também responde a algumas das perguntas restantes de Harry sobre os acontecimentos do ano, revelando que foi ele quem deu a Harry a Capa da Invisibilidade no Natal e explicando que Harry conseguiu a Pedra Filosofal porque queria encontrá-la, mas não usá-la. Ele também explica porque o professor Quirrell não podia tocar a pele de Harry sem sofrer uma dor insuportável. Ele se recusa a revelar, no entanto, por que Voldemort tentou matar Harry mais de dez anos atrás.

Na festa de fim de ano, Professor Dumbledore concede pontos extras para Harry, Rony, Hermione pela habilidade e coragem nas câmaras e para Neville por sua bravura que – para a alegria de todos, menos os Sonserinos – garante a Taça das Casas para a Grifinória.

Traduzido por: Thaiza Paula em 29/10/2011.
Revisado por: Lorena Aquino em 30/10/2011.
Postado por: Daniel Mählmann em 31/10/2011.

Harry Potter e a Câmara Secreta

Capítulo 05

Quando Harry e Rony batem com um carro voador no Salgueiro Lutador, o professor Dumbledore decide não expulsá-los; deixa as punições a cargo da professora McGonagall, como Chefe da Casa a que pertencem. Ainda assim, ele escreve às famílias informando-lhes de que romperam as regras.

Traduzido por: Renan Lazzarin em 19/09/2012.
Revisado por: Junior Campelo em 20/09/2012.
Postado por: Daniel Mählmann em 22/09/2012.

Capítulo 08

Quando uma imóvel Madame Norra é encontrada pendurada em um suporte de tocha, é Dumbledore que percebe que ela não está morta, mas petrificada. Ele diz que um ataque deste tipo requer uma Magia Negra muito avançada, mas que a vítima pode ser revivida.

Traduzido por: Raquel Silva em 19/09/2012.
Revisado por: Evandro Lira em 19/09/2012.
Postado por: Daniel Mählmann em 23/09/2012.

Capítulo 10

Dumbledore ajudar a carregar o Colin Creevey petrificado à ala hospitalar. Ele diz que o ataque é a confirmação de que a Câmara Secreta de fato está aberta novamente, e a questão não é quem a abriu, mas como.

Traduzido por: Gabriel Guimarães em 20/09/2012.
Revisado por: Renato Ritto em 20/09/2012.
Postado por: Daniel Mählmann em 23/09/2012.

Capítulo 12

McGonagall leva Harry ao escritório de Dumbledore depois do ataque a Justino Finch-Fletchley e Nick Quase Sem Cabeça. Dumbledore não suspeita de Harry nos ataques, mas pergunta a Harry se há alguma coisa que ele gostaria de dizê-lo.

Traduzido por: Gabriel Guimarães em 31/10/2012.
Revisado por: Junior Campelo em 31/10/2012.
Postado por: Daniel Mählmann em 01/11/2012.

Capítulo 14

Lúcio Malfoy diz a Dumbledore que os conselheiros de Hogwarts o suspenderam de seu cargo como diretor depois do ataque a Hermione e Penélope Clearwater, uma monitora da Corvinal. Antes de sair, Dumbledore diz que só partirá verdadeiramente da escola quando não houver ninguém nela que lhe seja fiel, e que a ajuda sempre será dada em Hogwarts aos que pedem.

Traduzido por: Gabriel Guimarães em 01/11/2012.
Revisado por: Junior Campelo em 01/11/2012.
Postado por: Daniel Mählmann em 07/11/2012.

Capítulo 17

Fawkes é atraída a Harry quando ele mostra verdadeira lealdade para com Dumbledore na Câmara Secreta.

Traduzido por: Juliana Torres em 10/11/2012.
Revisado por: Mari Trevisan em 14/11/2012.
Postado por: Daniel Mählmann em 22/11/2012.

Capítulo 18

Dumbledore é tirado de seu cargo de diretor quando se acreditava que Gina Weasley havia sido morta; Os outros membros do conselho da escola pareciam ter votado pelo seu afastamento, originalmente, porque Lúcio teria os ameaçado.

Dumbledore supõe, antes de Harry contar, que Lord Voldemort teria enfeitiçado Gina (antes de Harry contar), mas o que mais o interessa é saber como foi que Voldemort conseguiu controlar Gina, sendo que suas fontes o informaram que, no momento, ele está escondido nas florestas da Albânia.

Dumbledore se recusa a punir Gina, Harry ou Rony pelo que aconteceu e por terem infringido vários artigos do regulamento durante o ano. Ele dá a Harry e Rony duzentos pontos por cabeça para a Grifinória e prêmios especiais por serviços prestados à escola pelos seus feitos.

Dumbledore também garante a Harry que, apesar das semelhanças entre ele e Tom Riddle, apenas um verdadeiro membro da Grifinória poderia ter tirado a Espada de Gryffindor de dentro do Chapéu Seletor.

Traduzido por: Danilo Chalita em 20/11/2012.
Revisado por: Mari Trevisan e Marina Anderi em 22/11/2012.
Postado por: Daniel Mählmann em 22/11/2012.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Capítulo 08

Dumbledore chega ao corredor do lado de fora da sala comunal da Grifinória, e se dirige ao retrato destruído da Mulher Gorda. Ele pede à Professora McGonagall para buscar Filch e o manda procurar pela Mulher Gorda em cada pintura do castelo. Quando Pirraça aparece, Dumbledore pergunta-lhe o que viu, conseguindo fazer com que Pirraça diga em que direção a Mulher Gorda foi. Dumbledore pergunta se a Mulher Gorda mencionou quem arranhou o retrato, e descobre que o culpado é Sirius Black.

Dumbledore manda os grifinórios de volta ao Salão Principal, aonde juntam-se a eles os alunos da Lufa-Lufa, Sonserina e Corvinal dez minutos depois. Ele informa os estudantes que os professores farão uma busca pelo castelo inteiro, e pede que passem a noite no Salão Principal. Ele conjura um saco de dormir para cada aluno.

Dumbledore volta ao Salão Principal no início da madrugada. Quando Percy pergunta se Black foi encontrado, Dumbledore diz que não. Ele conta a Percy que a Mulher Gorda foi encontrada em um mapa de Argyllshire no segundo andar, e ainda está muito nervosa. Dumbledore deixa claro a Snape que não acredita que alguém no castelo tenha ajudado Black a entrar. Ele sai para contar aos Dementadores que houve uma busca no castelo, e reitera que enquanto ele for o Diretor de Hogwarts, nenhum Dementador cruzará seus portões.

Traduzido por: Mari Trevisan em 18/04/2013.
Revisado por: Camila Dantas em 23/04/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 28/04/2013.

Capítulo 09

Dumbledore fica furioso quando os dementadores aparecem na partida de quadribol. Ele corre até o campo enquanto Harry cai, acenando sua varinha, e desacelera a queda de Harry antes que ele atinja o chão. Dumbledore faz os dementadores deixarem o estádio imediatamente, e então coloca Harry em uma maca e o leva até o castelo.

Traduzido por: Thayse Onofrio em 15/04/2013.
Revisado por: Marina Anderi em 16/04/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 28/04/2013.

Capítulo 15

No final da partida, Dumbledore espera nas arquibancadas para apresentar a enorme Taça de Quadribol para o time de Grifinória.

Traduzido por: André Panerai em 20/04/2013.
Revisado por: Marina Anderi 23/04/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 28/04/2013.

Capítulo 16

Dumbledore tenta recorrer à decisão de executar Bicuço, mas falha. Ele diz a Hagrid que irá para a execução, para dar apoio à Hagrid. Dumbledore leva Fudge, o membro mais velho do comitê de execução para a cabana de Hagrid ao por do sol.

Traduzido por: Orley Lima em 18/08/2013.
Revisado por: Aline Michel em 19/08/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 30/08/2013.

Capítulo 18

Dumbledore sempre foi simpático com o fato de que Remo Lupin era um lobisomem e não via motivos para que ele não frequentasse Hogwarts, levando em consideração que algumas precauções fossem tomadas. Sob suas instruções, o Salgueiro Lutador foi plantado, e o túnel e a Casa dos Gritos foram construídos para ajudar Lupin durante suas transformações. Dumbledore encorajou os rumores sobre a Casa dos Gritos para manter as pessoas longe da construção. Lupin diz que Dumbledore não fazia ideia de que ele quebrava as regras criadas tão cuidadosamente para ele, quando rondava os terrenos da escola e a vila durante a noite, e que ele não fazia ideia de que os amigos de Lupin haviam se tornado animagos.

Traduzido por: Orley Lima em 22/08/2013.
Revisado por: Edymara Prado em 22/08/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 30/08/2013.

Capítulo 21

Dumbledore entra na ala hospitalar no momento em que Madame Pomfrey está tentando expulsar Snape e Fudge. Ele diz a ela que já falou com Sirius Black e que precisa conversar com Harry e Hermione. Ele calmamente pede que os outros saiam. Ele assegura um Snape irritado que não se esqueceu do incidente que ocorreu entre Sirius e Snape quando eram alunos.

Dumbledore interrompe a explicação de Harry e Hermione, e diz a eles que agora é a vez de eles escutarem. Ele os lembra de que não há evidência que suporte a versão de Sirius exceto a palavra deles, e que pouquíssimas pessoas acreditariam nas palavras de jovens crianças. Ele ressalta que Sirius não se comportou como um homem inocente faria. Ele olha firmemente para Hermione enquanto diz aos dois que realmente que precisam de mais tempo. Ele os diz onde Sirius está aprisionado no castelo, e lembra Hermione que eles não devem ser vistos. Dumbledore diz a Harry e Hermione que vai trancá-los na ala hospitalar; olhando em seu relógio, ele os informa que faltam cinco minutos para meia noite e, misteriosamente, diz à Hermione que três voltas devem ser o suficiente. Ele fecha a porta ao sair da ala hospitalar.

Dumbledore entra na casa de Hagrid com o resto do Comitê, e ouve Fudge ler a nota oficial de execução. Ele lembra Macnair de assinar o aviso assim que o carrasco começa a andar em direção à porta dos fundos. Ele continua falando, aparentemente sem querer, dando mais tempo para Harry libertar e esconder Bicuço. Dumbledore parece mais alegre que surpreso quando o sumiço de Bicuço é descoberto. Ele sugere que se Bicuço foi roubado, o ladrão deve ter voado para longe com ele, anulando a sugestão de Macnair para revistarem o terreno. Pedindo a Hagrid para que ele prepare uma xícara de chá, ou talvez um conhaque, Dumbledore retorna à casa. Dumbledore e o Comitê começam a voltar para o castelo logo depois que Harry, Hermione e Bichento entram no túnel do Salgueiro Lutador.

Traduzido por: Danilo Chalita em 25/08/2013.
Revisado por: Aline Michel em 29/08/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 30/08/2013.

Capítulo 22

Dumbledore sai do hospital quando dá as instruções à Harry e Hermione, e tira sua varinha para, magicamente, trancar a porta. Ele sorri quando Hermione e Harry vão correndo até ele para contar como fizeram. Ele brilha quando descobre que Sirius e Bicuço escaparam, e parabeniza Harry e Hermione. Ele aguça seu ouvido por um momento, esperando ouvir Harry e Hermione usarem o Vira-Tempo na enfermagem e então, deixá-os lá trancando a porta.
Dumbledore parece calmo quando chega ao Hospital com Fudge e Snape, ele diz à Severo para pensar nas acusaçoes, e pensar que Harry e Hermione estavam trancados na enfermaria desde que ele saiu, dez minutos antes. Ele conta à Fudge e Snape que Harry e Hermione não poderiam estar em dois lugares ao mesmo tempo. Eles não poderiam ter feito nada para que Sirius escapasse.

Dumbledore tenta convencer Fudge de que Lupin estava protegendo os garotos e não ajudando Sirius Black.

Quando Lupin é demitido, Dumbledore vai até sua sala para comunicar que tem uma carruagem esperando por ele nos portões da escola. Ele não se surpreende de ter visto Harry lá com ele. Dumbledore se despede de Lupin, porém não o acompanha até a saída, a pedido de Lupin. Ele e Harry permanecem na sala depois da saída de Lupin. Dumbledore pergunta a Harry a razão de tanta tristeza, uma vez que ele deveria estar orgulhoso de si mesmo depois da noite anterior. Ele fica surpreso ao ver que Harry não parece ter gostado do que fez, e o lembra que ele salvou um homem inocente de um terrível fato. Ele ouve Harry contar sobre as predições da Professora Trelawney e pensa que Trelawney talvez tenha tido uma boa visão. Diz também que Pettigrew deve sua vida a Harry e que, certamente, algum laço foi criado entre eles por causa disso, e diz que essa é a mágica mais profunda e inpenetrável e que Harry deve se orgulhar disso no futuro.

Dumbledore sabe sobre os três Animagos não registrados, uma vez que soube o de Sirius na noite anterior, e se impressionou que eles tenham conseguido manter o segredo por tanto tempo.

Traduzido por: Danilo Chalita em 29/08/2013.
Revisado por: Camila Guedes em 02/09/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 06/09/2013.

Harry Potter e o Cálice de Fogo

Capítulo 12

Dumbledore senta no centro da mesa dos funcionários conforme os estudantes entram no Salão Principal. Ele os cumprimenta brevemente depois da Cerimônia de Seleção, dizendo aos estudantes para “atacar”, enquanto a comida aparece magicamente nos pratos anteriormente vazios. Depois do banquete, Dumbledore se levanta e começa a fazer vários anúncios. Ele é interrompido pela chegada de Alastor Moody no Salão Principal, quem Dumbledore introduz aos estudantes como o novo professor de Defesa Contra as Artes das Trevas. Dumbledore diz aos estudantes que a Copa de Quadribol das Casas não acontecerá este ano, visto que o Torneio Tribuxo acontecerá em Hogwarts. Ele conta àqueles presentes sobre a história do Torneio e os informa que haverão algumas restrições para quem quiser entrar na competição, incluindo idade. Dumbledore diz que ele vai, pessoalmente, garantir que nenhum estudante menor de idade trapaceie o juiz imparcial para entrar no Torneio – voltando seus olhos para Fred e Jorge Weasley enquanto fala.

Traduzido por: Orley Lima em 01/02/2014.
Revisado por: Bruna Lopes em 20/03/2014.
Postado por: Pedro Martins em 21/05/2014.

Capítulo 14

Moody diz que o professor Dumbledore pediu especialmente para que ele viesse e desse aula em Hogwarts naquele ano.

Traduzido por: Juliana Torres em 23/02/2014.
Revisado por: Aline Michel em 25/02/2014.
Postado por: Pedro Martins em 16/04/2014.

Capítulo 15

Professor Dumbledore começa a bater palmas quando Madame Maxime sai da carruagem de Beauxbatons com seus estudantes. Ele cumprimenta Madame Maxime cordialmente, e convida a delegação de Beauxbatons a entrar no castelo para se aquecer depois de sua jornada.

Professor Dumbledore espera do lado de fora do castelo pela chegada dos visitantes de Durmstrang. Ele cumprimenta Professor Karkaroff, o diretor de Durmstrang, cordialmente, e aperta sua mão.

Traduzido por: Aline Michel em 29/01/2014.
Revisado por: Bruna Lopes em 10/06/2014.
Postado por: Pedro Martins em 09/12/2014.

Capítulo 16

Dumbledore entra no Salão Principal acompanhado do professor Karkaroff e da Madame Maxime depois que todos os estudantes estão sentados. Ele permanece em pé depois que todos os professores se sentam, e dá as boas vindas ao recém-chegados à Hogwarts. Quando a ceia termina, Dumbledore introduz os juízes aos estudantes e explica as regras do Torneio Tribruxo. Ele diz aos estudantes que desenhará uma linha etária ao redor do Cálice de Fogo para prevenir que os estudantes com menos de dezessete anos tentem entrar no Torneio.

Dumbledore se diverte quando Fred e Jorge tentam cruzar a linha depois de tomar uma Poção para Envelhecer. Seus olhos piscam quando ele lembra os gêmeos de que ele avisara sobre tentativas de enganar a Linha, e pede que eles se encaminhem à ala hospitalar para ver a Madame Pomfrey. Ele sabe de dois outros estudantes que tentaram enganar a Linha da Idade, mas ele diz que as barbas deles não são tão boas como as dos gêmeos.

Dumbledore se levanta da mesa dos professores atrás do Cálice de Fogo depois que a ceia de Halloween termina, esperando pelo Cálice tomar sua decisão. Quando o primeiro pedaço de pergaminho é lançado pelo Cálice, Dumbledore o pega e segura há uma certa distância para que consiga ler o nome. Ele faz isso mais duas vezes, revelando Vítor Krum, Fleur Delacour e Cedrico Diggory como os três campeões Tribruxos. Dumbledore começa a fazer seu discurso de encerramento depois dos três campeões saírem do Salão Principal, mas interrompe de repente quando as chamas do Cálice de Fogo tornam-se vermelhas mais uma vez. Quase automaticamente, ele pega o pedaço de pergaminho que é liberado pelas chamas. Há um longo intervalo enquanto Dumbledore encara o pedaço de pergaminho em suas mãos; ele então limpa sua garganta, e lê o nome de Harry em voz alta.

Traduzido por: Aline Michel em 05/02/2014.
Revisado por: Bruna Lopes em 10/06/2014.
Postado por: Pedro Martins em 07/01/2015.

Capítulo 18

Professor Dumbledore abre a porta do armário de vassouras onde Harry e Rita Skeeter estão conversando e encara os dois curiosamente. Ele fala para Rita que achou o artigo dela sobre a Confederação Internacional da Conferência dos Bruxos encantadoramente maldoso e que gostou particularmente da descrição que ela fez dele como um debiloide ultrapassado. Ele fala para Harry que a Pesagem das Varinhas está prestes a começar e segue de volta para a sala para a cerimônia. Dumbledore ocupou seu lugar na mesa dos juízes e apresentou o Sr. Olivaras para os campeões. Ao final da cerimônia, Dumbledore diz aos alunos que eles podem ir jantar, mas eles são emboscados pelo fotógrafo do Profeta Diário.

Traduzido por: Juliana Torres em 08/05/2014.
Revisado por: Aline Michel em 09/05/2014.
Postado por: Pedro Martins em 08/12/2014.

Capítulo 19

Sirius suspeita que uma das razões pelas quais Professor Dumbledore queria um Auror em Hogwarts este ano é porque ele sabia que Professor Karkaroff visitaria.

Traduzido por: Aline Michel em 04/03/2014.
Revisado por: Bruna Lopes em 10/06/2014.
Postado por: Daniel Mählmann em 07/01/2015.

Capítulo 20

Dumbledore premia Harry com 9 de 10 pontos pela sua performance contra o Rabo-Córneo Húngaro durante a primeira tarefa.

Traduzido por: Orley Lima em 05/05/2014.
Revisado por: Aline Michel 06/05/2014.
Postado por: Daniel Mählmann em 07/01/2015.