Sirius Black

Sirius Black é o bruxo de quem Hagrid pega emprestada a moto que voa. Hagrid a usa para transportar o bebê Harry Potter até a Rua dos Alfeneiros.

Traduzido por: Érika Zemuner em 10/10/2011.
Revisado por: Camila Guedes em 28/10/2011.
Postado por: Daniel Mählmann em 28/10/2011.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Capítulo 03

Sirius Black é um condenado fugitivo de Azkaban. Considerado extremamente perigoso, ambos os mundos bruxo e trouxa trouxas foram alertados de sua fuga. Um dos prisioneiros mais infames daquela prisão – e suspeito de apoiar Você-Sabe-Quem – Black fora condenado doze anos antes por ter assassinado 13 pessoas, matando-as com um único feitiço. Doze trouxas e um bruxo morreram, e Black ficou lá parado e dando gargalhadas.

Traduzido por: Danilo Chalita em 26/12/2012.
Revisado por: Marina Anderi em 27/12/2012.
Postado por: Daniel Mählmann em 27/12/2012.

Capítulo 08

Pirraça revela que foi Black que arranhou a pintura da Mulher Gorda, pois ficou furioso já que ela não o deixou entrar no salão comunal da Grifinória. Apesar de os professores fazerem uma busca completa no castelo, Sirius evita a captura.

Traduzido por: Mari Trevisan em 18/04/2013.
Revisado por: Camila Dantas em 23/04/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 28/04/2013.

Capítulo 10

De acordo com McGonagall, Black era um aluno excepcionalmente brilhandte quando estava em Hogwarts. Melhor amigo de Tiago Potter, os dois eram terríveis encrenqueiros. Tiago confiava em Black acima de todos os outros, e pediu para que ele fosse seu padrinho de casamento, padrinho de Harry e o guardador do segredo dos Potter.

Traduzido por: Dimitri Manaroulas em 19/04/2013.
Revisado por: Bruna Lopes em 20/04/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 28/04/2013.

Capítulo 17

Black fica nas sombras da sala na Casa dos Gritos quando Hermione e Harry entram correndo na sala. Ele se revela para Harry e Hermione só depois de Rony lhes dizer que o cachorro que os atacou é um Animago, fechando a porta, enquanto o faz. Ele parece quase um zumbi, com cabelos longos e bagunçados, dentes amarelos e feições de quem está com fome. Black desarma Harry e Hermione usando a varinha de Rony. Ele diz a Harry que ele tinha certeza que ele voltaria para ajudar Rony, assim como Tiago Potter havia feito por ele. Ele mostra consideração surpreendente por Rony, não querendo que ele machuque mais sua perna.

Black não levanta a varinha a tempo quando Harry pula nele e cai para trás, acabando esparramado no chão. Ele pergunta a Harry se ele vai matá-lo e começa a parecer desesperado, dizendo que não vai negar que matou os pais de Harry, mas pedindo que ele ouça seu lado da história.

Black não fala quando Lupin o questiona, simplesmente apontando na direção de Rony quando Lupin pergunta onde “ele” está. Ele e Lupin parecem estar tendo uma conversa que apenas eles entendem; ele meramente concorda com a cabeça quando Lupin pergunta se eles tinham trocado de lugar sem contar nada para ninguém. Os dois homens se abraçam depois desta confissão. Black informa Rony que Perebas não é, na verdade, um rato – ele é um Animago chamado Pedro Pettigrew.

Traduzido por: Orley Lima em 18/08/2013.
Revisado por: Aline Michel em 19/08/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 30/08/2013.

Capítulo 18

Black conta para aqueles que estão na Casa que queria ter matado Pedro Pettigrew, mas que ele conseguiu fugir. Ele está certo de que isso não acontecerá novamente e se lança em direção a Perebas. Ele está relutante em deixar Lupin explicar as coisas para o trio e quer que esperem até depois de matarem Perebas. Ele tenta fugir enquanto Lupin o segura, pegando apenas o ar, enquanto tenta pegar o rato. Ele finalmente concorda em deixar Lupin explicar as coisas para Harry, Rony e Hermione, mas pede que ele seja rápido, pois ele quer cometer o assassinato pelo qual foi preso.

Black insiste que as testemunhas do assassinato de Pettigrew não viram o que alegam ter visto. Lupin diz ao trio que o apelido de Black na escola era Almofadinhas e que ele era um dos criadores do Mapa dos Marotos. Junto com Tiago Potter e Pedro Pettigrew, Sirius se tornou um animago para que pudesse acompanhar Lupin durante sua transformação. Lupin segue explicando que, quando estavam na escola, Black fez uma piada cruel com Severo Snape. Sirius acreditava que Snape merecia ser enganado, pois ele estava sempre tentando descobrir o que os quatro estavam fazendo, para que eles fossem expulsos. Black contou como imobilizar o Salgueiro Lutador, quase resultando em Snape dando de cara com um lobisomem completamente transformado.

Traduzido por: Orley Lima em 22/08/2013.
Revisado por: Edymara Prado em 22/08/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 30/08/2013.

Capítulo 19

Black fica furioso quando Snape detém Lupin e tenta defender seu amigo, mas para completamente quando Snape o ameaça com sua varinha. Black diz a Snape que ele irá ao castelo tranquilamente, desde que Rony traga Perebas com ele. Seu rosto fica pálido quando ele percebe que Snape não pretende levá-lo ao castelo, ele planeja deixar com que Black receba o beijo do Dementador antes que sua história possa ser escutada.

Black desata Lupin depois que Snape é nocauteado por Harry, Rony e Hermione, e pede para que Rony lhe entregue Perebas. Quando Lupin pergunta como ele descobriu onde Perebas estava, Black lhes mostra a foto da família Weasley no artigo do Profeta Diário, que ele tem carregado com ele. Ele diz que Cornélio Fudge lhe deu o jornal quando ele o visitou em Azkaban no verão anterior, e que ele imediatamente reconheceu Pettigrew em sua forma de Animago, já que ele o viu se transformar inúmeras vezes quando era estudante. Ele apontou para o dedo faltando em Perebas, e disse ao grupo que no dia em que ele supostamente morreu, Pettigrew enquadrou Black, cortando seu próprio dedo antes de fugir para os esgotos como um rato.

Black se sente incrivelmente culpado pelas mortes de Lílian e Tiago Potter, e ele diz a Harry que ele também é culpado por suas mortes. Ele convenceu Lílian e Tiago a mudar o Fiel do Segredo no último minuto: a usar Pedro Pettigrew ao invés dele como um blefe. Black estava disposto a verificar Pedro na noite em que eles morreram, mas quando ele chegou ao esconderijo Pettigrew não estava mais lá. Inquieto, ele partiu para a casa dos Potter no mesmo momento, mas percebeu que Pettigrew os havia traído quando ele chegou e viu a casa destruída e seus amigos mortos.

Um dia após a morte dos Potter, Black encontrou Pettigrew, e o encurralou na rua. Antes que Black pudesse enfeitiçá-lo, Pettigrew gritou para todos que pudessem ouvir que Sirius foi o traidor dos Potter. Pettigrew explodiu a rua com a varinha escondida atrás de suas costas, matando todos que estavam perto deles. Ele cortou o seu próprio dedo como prova de sua morte, depois se transformou em um rato e correu para os esgotos.

Sirius e Lupin juntamente lançaram um feitiço para transformar Perebas e assistiram Perebas se transformar em um homem. Ele tenta se conter quando Pettigrew tenta negar o que fez doze anos atrás. Sirius acha que o motivo real para Pedro estar escondido é porque está com medo dos aliados de Voldemort. Ele fica revoltado quando Pedro o acusa de ser um espião de Voldemort, acreditando que ele deveria ter percebido desde o começo de que o fraco e não talentoso Pedro, que sempre gostou de ter amigos importantes, era o espião mais óbvio.

Quando Hermione pergunta como ele conseguiu fugir de Azkaban, ele diz não ter certeza. Ele disse que manteve sua sanidade porque ele sabia que era inocente, e como isso não é um pensamento completamente feliz, os Dementadores não puderam sugar isso dele. A certeza de que era inocente manteve Sirius sano e o ajudou a manter seus poderes, então quando tudo se tornou demais para ele, ele conseguiu se transformar em um cachorro. Sirius disse a eles que os Dementadores podiam sentir que seus sentimentos eram menos humanos, mas eles assumiram que isso aconteceu por ele estar se tornando menos humano. Quando ele passou por eles em sua forma canina, ele os confundiu, e conseguiu escapar. Ele nadou até o continente e viajou em direção à Hogwarts em sua forma canina.

Sirius pede para que Lupin o perdoe por não ter contado a ele sobre a mudança do Fiel do Segredo dos Potter e ele admite que tenha assumido que Lupin fosse o espião. Ele permanece impassível quando Pettigrew começa a se implorar com ele e se enfurece quando Pettigrew faz o mesmo com Harry. Ele grita com Pettigrew como ele tem coragem de falar com Harry e diz a Pettigrew que ele deveria ter morrido ao invés de ter traído seus amigos, como eles teriam feito por ele.

Quando Harry tenta impedir que Sirius e Lupin matem Pettigrew, Sirius admite que Harry seja o único com direito de decidir o destino de Pettigrew. Quando o grupo começa a se preparar para sair da Casa dos Gritos e começam a passar pelo túnel, Black diz a Pettigrew que ele e Lupin o matariam se ele tentasse se transformar e Harry balança a cabeça, concordando. Sirius conjuga algemas no ar e acorrenta Pettigrew a Rony e Lupin.

Traduzido por: Aline Michel em 20/08/2013.
Revisado por: Mari Trevisan em 20/08/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 30/08/2013.

Capítulo 20

Sirius levita o corpo inconsciente de Snape à medida que eles saem da Casa dos Gritos. Ele faz o mínimo esforço para deixar a jornada confortável para Snape que, permitindo que professor bata com a cabeça no teto da passagem continuamente.

À medida que eles andam pelo túnel até o Salgueiro Lutador, Sirius, hesitantemente, diz a Harry que, assim que estiver com o nome limpo, há um lar disponível com ele, caso Harry queira sair da casa dos Dursley. Sirius fica surpreendido, porém emocionado, ao ver que Harry está mais do que entusiasmado com a ideia.

Já fora do Túnel, Sirius congela quando percebe que, sob a lua cheia, Lupin começa a se transformar. Ele manda os garotos correrem, e puxa Harry para trás quando ele tenta pegar Rony. Sirius, em sua forma canina, ataca o Lobisomem puxando-o para longe de Rony e Pettigrew. Ele e Lupin estão mandíbula com mandíbula enquanto se atacam. Ele, coberto de feridas, cai no chão sangrando e o Lobisomem desaparece dentro da Floresta Proibida. Quando Sirius descobre que Pettigrew fugiu, ele sobe em arrancada pelos terrenos da escola.

Machucado de sua luta com Lupin, inicialmente Sirius continua em sua forma canina soluçando sons que atravessavam os jardins. Ele retorna a sua forma humana de repente e se agacha de quatro às margens do lago. Sirius geme de terror quando pelo menos cem Dementadores rodeiam a ele, Harry e Hermione. Ele se estremece quando os Dementadores se aproximam e cai para o lado imóvel, tão pálido quanto morto.

Traduzido por: Danilo Chalita em 22/08/2013.
Revisado por: Aline Michel em 23/08/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 30/08/2013.

Capítulo 21

Sirius Black é trazido de volta ao castelo pelo professor Snape, amarrado e amordaçado. De acordo com Madame Pomfrey, Black está preso em algum lugar do castelo, e irá receber o Beijo do Dementador a qualquer momento.

Durante sua conversa com Harry e Hermione, Dumbledore diz a eles que Sirius está trancado na sala do Professor Flitwick no sétimo andar da escolar.

Sirius é levado de volta ao castelo em uma maca conjurada por Snape. Ele está trancado na sala do Professor Flitwick depois de ter sido trazido ao Castelo.

Sirius leva um susto quando ouve uma batida no vidro da sala e vê Harry, Hermione e Bicuço pairando do lado de fora. Ele salta de sua cadeira e corre até a janela. Vendo que está trancada, Sirius dá um passo para trás quando Hermione a abre usando sua varinha. Ele não acredita no que vê e se pergunta como eles conseguiram chegar lá. Ele pula para fora da janela e senta nas costas de Bicuço atrás de Hermione. Eles voam para longe da janela da sala, pousando nos terrenos do castelo.

Sirius continua em Bicuço quando Harry e Hermione descem para o chão. Sirius começa a perguntar como ele pode agradecer Harry e Hermione, mas é apressado pelos dois para que ele vá embora rapidamente, antes que seu sumiço seja notado. Ele diz a Harry que se encontrarão novamente, e diz que ele realmente é filho de Tiago. Ele e Bicuço voam pelo ar, para longe do castelo e para dentro da noite.

Traduzido por: Danilo Chalita em 25/08/2013.
Revisado por: Aline Michel em 29/08/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 30/08/2013.

Capítulo 22

Sirius manda uma carta à Harry, que chega durante a viagem dos três de volta a Londres no Expresso de Hogwarts. Na carta, ele está constantemente escondido com Bicuço, mas não diz onde está para o caso de a carta ser interceptada. Ele acredita que os Dementadores ainda estão à sua procura mas está confiante de que eles não vão encontrá-lo. Ele escreve que planeja deixar alguns Trouxas o verem em algum lugar longe de Hogwarts, para que a alta segurança no castelo possa ser retirada.

Sirius diz a Harry que foi ele quem o enviou a Firebolt e fala para que ele considere-a como seu presente de treze anos. Sirius também explica que ele era o cachorro que Harry viu na Rua Magnólia. Naquela época ele queria ver Harry antes que ele começasse sua jornada em Hogwarts, e se desculpa por tê-lo assustado.

Junto com a carta, Sirius adiciona uma nota que dá permissão a Harry para visitar Hogsmeade aos finais de semana. Sirius oferece a coruja a Rony, uma vez que ele acha que foi sua culpa a perda do rato.

Traduzido por: Danilo Chalita em 29/08/2013.
Revisado por: Camila Guedes em 02/09/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 06/09/2013.

Harry Potter e o Cálice de Fogo

Capítulo 03

Edwiges entrega a carta de Harry a Sirius, deixando-o ciente do sonho que teve, e avisando que, depois da Copa Mundial de Quadribol, ficaria na casa dos Weasley até o fim do verão.

Traduzido por: Giuliana Genofre em 11/10/2013.
Revisado por: Mari Trevisan em 11/10/2013.
Postado por: Daniel Mählmann em 15/01/2014.

Capítulo 14

Sirius manda uma carta para Harry para contar que ele voará para o norte imediatamente depois de ter lido a nota anterior de Harry. Ele escreve que a notícia sobre a cicatriz de Harry é a última de uma série de estranhos rumores que ele ouviu onde estava escondido, e diz que entrará em contato em breve.

Traduzido por: Juliana Torres em 23/02/2014.
Revisado por: Aline Michel em 25/02/2014.
Postado por: Pedro Martins em 16/04/2014.

Capítulo 15

Sirius responde a carta de Harry rapidamente; ele não acredita na mentira de Harry sobre sua cicatriz não doer, e volta ao país. Ele diz a Harry que ele está bem escondido, e que Harry não deve se preocupar com ele. Sirius pede para que Harry o mantenha atualizado sobre tudo que está acontecendo em Hogwarts.

Traduzido por: Aline Michel em 29/01/2014.
Revisado por: Bruna Lopes em 10/06/2014.
Postado por: Pedro Martins em 09/12/2014.

Capítulo 18

Sirius manda uma carta para Harry pedindo para que ele esteja sozinho perto da lareira na Torre da Grifinória à uma hora da manhã no dia 22 de novembro. Ele escreve dizendo que não pode falar nada do que gostaria pela carta, porque a coruja pode ser interceptada, e que acha que os dois devem falar cara-a-cara.

Traduzido por: Juliana Torres em 08/05/2014.
Revisado por: Aline Michel em 09/05/2014.
Postado por: Pedro Martins em 08/12/2014.

Capítulo 19

Sirius invade uma casa de bruxos para usar a lareira para conversar com Harry. Sua cabeça parece sentar na lareira da sala comunal da Grifinória. Ele parece mais saudável do que da última vez que Harry o viu; seu cabelo está mais curto e limpo, sua face mais cheia, e ele parece mais novo. Seus olhos, no entanto, ainda não perderam o olhar morto e assombrado que Azkaban deu para ele. Sirius está preocupado com os eventos de Hogwarts nas semanas anteriores e fica preocupado quando Harry conta sobre os dragões. Sirius adverte Harry que o Professor Karkaroff era um Comensal da Morte e diz que Harry deve ter cuidado com ele. Ele suspeita que Karkaroff tenha colocado o nome de Harry no Cálice de Fogo. Sirius tem escutado coisas estranhas em suas andanças – Comensais da Morte estão ultimamente mais ativos que o normal e ele está preocupado que Bertha Jorkins tenha desaparecido na área onde Voldemort foi visto pela última vez, segundo rumores. A conversa de Sirius com Harry é interrompida quando Harry escuta alguém chegando, e ele rapidamente desaparece da lareira.

Traduzido por: Aline Michel em 04/03/2014.
Revisado por: Bruna Lopes em 10/06/2014.
Postado por: Daniel Mählmann em 07/01/2015.